Criar forum gratis
Mensagens Selecionadas Autor Solução de Problemas Comuns Mr. Walker Captura: uma receita testada Mr. Walker Play Tv HD - Problemas/Soluções Aldo Levi Usando o hardware certo para uma experiência satisfatória em edição de vídeo. Mr. Walker Destravando DVD Players Chutágoras Drivers p/ Placas de Captura Fantasma que Anda                   VÍDEO DIGITAL Edição, codecs, conversão, placas de captura, autoração, gravação de CD e DVD. var site="s16rouxinol"          Forum search Web search             Busca neste Forum e no 1974 -              
Assinar este forum via:
[RSS/Atom]     [E-mail]
Mensagem

AUTORANDO DVD com o DVDitPE - E morrendo na praia!

De Fantasma que Anda em 29/02/2004 00:36:11 a partir de 200.223.108.93-

Data: 28/02/2004 08:28
De: Adalberto
IP: 200.187.67.174-
Assunto: Capturando VHS e ficando espantado
Adalberto: - Tenho Uma placa de captura ATI All-IN-Wonder 32 MB NTSC
Walker: - Se tu estás dizendo que tens como achas mais a frente que alguém advinhou.
A: - Ao capturar algumas fitas NTSC (comercias) de meu acervo, em Pal-M aparecem ventanias e clarões
W: - isto é Macrovision/proteção anto-pirataria.
A: - Se passo a captura para NTSC fica tudo OK,
W: - a proteção não atua em cópia em NTSC.
A: - porem o colorido some ficando tudo em Preto e Branco
w: - Porque a saída do VCR continuou em PAL-M.
A: - Outras fitas capturadas em Pal-M, tudo fica perfeito e sem ventanias
W: - De PAL-M para PAL-M também não tem anti-piracy protection.
A: - O que é isto? Alguem sabe a soluçaõ?
W: - já falei tudo + o potenciômetro do Silvano.
A: - Thanks on Advance
Data: 28/02/2004 15:14 De: Adalberto IP: 200.187.67.108- Assunto: Capturando VHS e Ficando Espantado- O Retorno
A: - Para o ilustre Mr. Walker
W: - Obrigado...!
A: - e outros colegas,
Salvo melhor juízo, talvez não seja "...configuração incorreta do Software e/uo VCR"
W: - Mas é - tu mudaste o soft para NTSC, porém a saída do VCR continuou em PAL-M.
A: - Eis a justificativa:
- 60% das fitas VHS eu capturo marcando no soft da Placa como transmissão em PAL-M (apesar da fita ser NTSC)
W: - Porque a saida do videocassete está para PAL-M, e, estas fitas em NTSC, não têm copyrighted protection.
A: - Tudo ótimo: som, cor e imagem
W: - Claro!

A: - Se for repetir a fórmula com o restante 40% tenho som ótimo,cor, porém, imagem com clarões intermitentes e solavancos na imagem
W: - Macrovision.
A: - Se eu modificar, neste caso, a transmissão para NTSC
W: - O que tu chamas de transmissão? Transmitir é enviar alguma coisa através de algum meio para alguém/receptor. Sendo receptor qq pessoa/aparelho que recebe, e, neste caso o único dispositivo que se pode chamar de transmissor é o VCR que envia sinais de vídeo para o Televisor; outro VCR, para cópia; ou, para o PC para captura. Receptor no caso é a tua placa de captura.
Se configuras a Input Source do soft de captura para NTSC, obrigatoriamente, o transmitter (VCR) terá que estar enviando sinal no padrão NTSC para que a imagem seja capturada em cores
A: - a imagem e Som ficam OK, porém, perco a cor da imagem que fica em Preto e Branco!
W: - Volto a afirmar - e o verbo é afirmar mesmo - que, mudaste a config do soft (input source) para NTSC, porém a saída do teu VCR permaneceu em PAL-M. Ou, o que é pior, e, está píntando ser: teu videocassete é mesozóico, e, só tem saída em PAL-M.
Torçamos para que dos males, seja o menor, ou seja: teu VCR apesar de ser bi-norma (PAL-M/NTSC System), tu ainda não atinaste, que tens que configurar a saída dele para PAL-M quando quizeres capturar no sistema tupiniquim, e, para NTSC quando o padrão pretendido for o do Tio Sam.
Apesar das grandes semelhanças, eletrônica e macumba não são a mesma coisa, e, eu, manjo razoavelmente, tanto de uma quanto da outra. Frequentei por sete anos terreiros de Aumbanda e Candoblé no Rio de Janeiro, na Bahia, em Recife, Natal e Belém do Pará, aproveitando este período para estudar os fundamentos dos cultos afro-brasileiros. Há, sim! dei um vôo rasante pelo Espiritísmo Kardecista.
A: - Coisa sobrenatural!
W: - Não! Sobrenatural é o véu que não nos deixa ver onde estamos errando, mesmo que alguém aponte o engano. Isto, às vezes acontece comigo também
Thanks on advance! (You're welcome...!)
Data: 28/02/2004 16:19 De: Adalberto (apr@infolink.com.br) IP: 200.187.69.6- Assunto: Re: Re: Capturando VHS e Ficando Espantado- O Retorno Prezado Rafael Nunes,
A: - Sim, VC previu
W: - Tu falaste na primeira mensagem...)
A: - com acerto! Parabéns! Minha Placa de captura é de fato uma ATI (All-Inn-Wonder 32 MB- NTSC). Vc podia dar-me mais detalhes como inserir este potenciômetro no cabo de Vídeo? Fiquei muito interessado, pois é UMA LUZ NO FIM DO TÚNEL que se acende para mim... Obrigado.
W: - Nunca usei tal trimpot por não ter interesse nenhum em transformar NTSC em PAL-M. Contudo, quem o usou diz resolver o problema.
É verdade que o PAL-M é o padrão por excelência - superior ao NTSC, e, ao próprio PAL germânico que lhe deu origem.
Ao NTSC pela resolução superior. Ao PAL europeu pela freqüência da corrente da "CERJ" deles: sendo a nossa 60 Hz, e, da Europa 50 Hz (+baixa), provocando lusco-fusco, cintilação, flicker, como queiram nominar, inclusive, sendo prejudicial a visão.
Geralmente, procuro transformar meus programas PAL-M para NTSC. Por ser o padrão que poderíamos chamar de universal em termos de obras cinematográficas, assim como, por existirem alguns players de DVD, mesmo montados no Brasil, que não dão suporte a PAL-M - entre eles a maioria dos Sony, e, acredito que, todos os Panasonic.
Transformar programas em NTSC para PAL-M não vai melhorar a qualidade destes. Apesar de já ter visto lagartixa virar borboleta, aqui tal fenômeno não acontece. É até de se esperar que exista perda, pela compressão (transcodificação) para um novo padrão.
A única coisa que me ocorre que pode justificar tal transcodificação, é, se, o televisor do usuário também for paleolítico, não lendo NTSC. Coisa que, acredito todos os aparelhos montados no Brasil de 1995 (ou antes) prara cá, o fazem.
Por curiosidade...! Marca, modelo e ano do teu videocassete, e, do teu aparelho de TV?
99,9% do que estou te passando não é baseado em "achismo" - é experiência comprovada por mim.

Data: 28/02/2004 17:06
De: Adalberto (apr@infolink.com.br)
IP: 200.187.69.6-
Assunto: AUTORANDO DVD com o DVDitPE - E morrendo na praia!
A: - Olá Amigos!
Faço TUDO DIREITINHO! Capturo a fita VHS com minha ATI AIW 32 MB- entro no Premiere 6.5 e transformo o Arq. capturado em arquivo m2v (com ajuda do encoder do Premiere). Abro o DVDitPE e sigo as regras fazendo até menu com capítulos.
PORÉM, quando a fita excede 2 horas de duração o projeto no DVDitPE ultrapassa os 3,95GB e na hora de construir o DVD, o DVDit reclama do tamanho grande e ordena que eu reajuste o projeto. Volto ao DVDit e não sei onde eu consigo comprimir ou dimunuir o tamanho do Projeto. Algum colega perito neste Software pode me ajudar? GRATO!
W: - Isto aí ficou um tremendo balaio de gatos. Vamos ver se eu entendí:
1. Capturas de fitas cujo programas gravados têm mais de duas horas de duração.
2. Depois de capturado e encodado autoras no DVDit - até aí tudo bem.
3. O DVDit autora todo o arquivo com mais de 2 horas, não é isto? Só que, quando vais queimar o DVD no próprio DVDit, este (soft) chia horrores... Até aí nada de anormal - é assim mesmo...!
Não capitei o problema dos 3.95 GB.
O DVDit não trabalha com arquivos superiores a 4 GB?
O particionamento do teu sistema é feita em FAT-32?
Que SO usas?
Voltemos para a real: a mídia de DVD-R (4.7 GB) suporta apenas 1 hora de vídeo com resolução de 720 x 480 fps, com taxa de dados de 8.000 kbps - padrão DVD/High Quality.
Se pretendes queimar um DVD com programa maior que isto deves usar um soft que te ofereça a possibilidade de usar templates de Good (90 minutos); Standard (120 minutos) e LP Quality (180 minutos) como o Ulead DVD Movie Factory3 Disc Creator. O Intervideo DVD Creator2, permite a gravação de até 240 minutos.
Se não tiveres ou não quiseres usar outro soft, faz a autoração no DVDit, salvando em uma pasta no disco rígido, e, depois, abre este arquivo em um shrinkeador, fazendo o back-up, para então queimar no teu burner preferido.
Outra opção é abrires tal arquivo (autorado no DVDit) no Intervideo DVD Copy 1.2 Platinum, que ele shrinkeia e queima direto na mídia nos formatos DVD, VCD, SVCD, Multi DVD (mais de um filme em uma única mídia), e, DivX - a tua escolha.
obs. shrinkear é encolher/encurtar/comprimir/diminuir, etc - qualquer verbo que faça com que um programa com mais de 4400 GB, caiba em uma mídia DVD-R.
Esteja aberto a outras orientações...
Mr. Walker

Em resposta a:

AUTORANDO DVD com o DVDitPE - E morrendo na praia! (Adalberto apr@infolink.com.br - 28/02/2004 17:06:15)
Olá Amigos! Faço TUDO DIREITINHO! Capturo a fita VHS com minha ATI AIW 32 MB- entro no Premiere 6.5 e transformo o Arq. capturado em arquivo m2v (com ajuda do encoder do Premiere). Abro o DVDitPE e sigo as regras fazendo até menu com capítulos. PORÉM, quando a fita excede 2 horas de duração o proje...(ver)

Responder a esta mensagem

Atenção:
A prática, indução ou incitação de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, por meio da Internet, bem como a humilhação e exposição pública caluniosa e difamatória, constituem crimes punidos pela legislação brasileira. Denuncie aqui sites e/ou mensagens de fóruns hospedados na Insite contendo qualquer violação.
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Quero receber notificação por email se minha mensagem for respondida.
Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)
 

| Hospedagem de Sites | Acesso Banda Larga | On Google Plus
Tecnologia Insite   -   Soluções Internet   -   ©   2020 -   http://www.insite.com.br