Mensagens Selecionadas Autor
Solução de Problemas Comuns Mr. Walker
Captura: uma receita testada Mr. Walker
Play Tv HD - Problemas/Soluções Aldo Levi
Usando o hardware certo para uma experiência satisfatória em edição de vídeo. Mr. Walker
Destravando DVD Players Chutágoras
Drivers p/ Placas de Captura Fantasma que Anda
   
   
   
   
 

VÍDEO DIGITAL

Edição, codecs, conversão, placas de captura, autoração, gravação de CD e DVD.

var site="s16rouxinol"         

Forum search Web search            

Busca neste Forum e no 1974
-            


 

Tags: de video dvd digital gravacao edicao nao linear autoracao
05/02/2004 11:37
De: ALDO
IP: 200.206.213.110

Re: Re: Meus testes...

Leandro,
Lendo as suas experiências, pergunto:
Por que você não desentrelaça o video, no VirtualDub por exemplo, para obter um resultado de melhor qualidade tanto no monitor quanto na televisão? Você converte para DVD sem fazer nenhum tratamento na imagem?
Ultilizo o VirtualDub para desentrelaçar e melhorar a qualidade da imagem (com alguns filtros) e sinceramente, se a imagem não ficar muito boa para ver no Monitor eu nem testo na televisão.
A imagem do jeito que você faz deve sim ficar boa na televisão (analógica), mas imagina daqui uns 3 ou 5 anos quando as televisões digitais estiverem mais acessíveis e você decidir assistir esses DVDs que está fazendo agora nelas? Vai ficar tão ruim quanto fica no monitor agora.
Abraços,
Aldo
31/10/2003 17:49
De: Fantasma que Anda
IP: 200.195.113.220-

Re: Re: Re: Re: Lampejos(flashs)

Von Dickson,
O exemplo que encabeça teu comentário está me parecendo mais com rastros que com flashs. Estes (flashs), são como se vários fotográfos estivessem no mesmo ambiente pipocando insistentemente, fotos da Luana Piovani, enquanto esta, traga solertemente seu baseado de canabis sativa; não se prendendo a um intervalo certo de tempo, muito menos à iluminação local.
O rastro ocorre quando se usa reforçadores de sinal para aumentar o ganho de vídeo - neste caso, mais a luminância que a crominância - por meio de Processadores Amplificadores. Este (rastro) sim, satura a cena de brilho, principalmente (e, não só...), quando, em um cenário mais escuro temos uma lampada, abat-jour, ou, a claridade do sol entrando pela janela. Mas, aí, é um rastro a partir de uma fonte luminosa, e, não um clareamento expontâneo, rápido, sucessivo e intermitente/aleatório em toda a tela, não obrigatoriamente com a mesma intensidade em todo o quadro.
A saída composite, através do conector tipo RCA, ou, a saída S-Vídeo dos aparelhos de TV, VCR, DVD e congêneres domésticos, obedecem ao padrão internacional de sistemas de medidas (may be CGS), que os fixam em um determinado valor de milivolts, portanto, não sofrem influência de controles de brilho, contraste, color, tint, etc, localizados em painéis externos dos aparelhos ou em seus controles remotos. Tais sinais são extraídos dos estágios de pre-amplificação.
A sugestão de iserção de trim-pot entre a saída do VCR e a entrada de vídeo da placa de captura pode servir como um paliativo, e, a recebí com alegria, porém não explica, muito menos menos determina a causa da anomalia. Se analisarmos com mais atenção/isenção tudo o que eu e outras pessoas já narraram sobre tal fenômeno, principalmente com relação as experiências que fiz, e, relatei em meu último texto, até a possibilidade de falha de projeto da ATI em relação ao nosso padrão de cor, apesar de não descartável, tende a se tornar um sofisma greco, uma vez que, se há um erro técnico em relação a PAL-M, este se faria presente em todas as alternativas de captura, principalmente na captura direta de PAL-M from Tuner Input (antenna), e, não somente capturando do videocassete. Mesmo assim, haveria de ser com todos os videocassetes. Que defeito de projeto seletivo é este que, discrimina o meu LG, e, aceita o jurássico Sharp VC-1254B do meu amigo?
Observe-se também, que, eu deixei bem claro que, capturo (no presente), com o mesmo vcr (LG), pela mesma conexão composite - saída VCR/entrada ATI - usando o vídeo cassete como sintonizador de canais, obviamente em PAL-M,   sem nenhum problema, ou seja, Antena - Videocassete - Conexão Composite - Placa de Captura.
Há algo errado na combinação fita de VHS em NTSC - leitura desta fita pelo VCR em PAL-M e captura desta fita (ou de outra nas mesmas circunstâncias), pela ATI.
Volto a pedir a quem tenha experimentado problemas de flashs (lampejos), com placas outras que não as ATI, que dêem seu testemunho. Tenho a impressão que, pelo menos um usuário de uma AVerMedia, passou por experiência análoga. É de suma importância que se informe o modelo e o fabricante do Videocassete.
Obrigado ao Silvano pela dica, e, ao von Mühlen pelo interesse e participação.
Mr. Walker
06/04/2004 17:09
De: Fantasma que Anda
IP: 200.217.177.177-

Edição de vídeo, hoje - Um resumo

Sei que esta ainda não é a realidade da maioria, inclusive a minha. Contudo, para todos aqueles que aqui estão, e, em especial aos que estão chegando vamos dar uma brief sobre o que seria a máquina ideal para edição/autoração de vídeo e geração do produto final (DVD), com a estabilidade e a qualidade hoje possível, já que a edição não linear ainda está longe de atingir sua step mais elevada, como, salvadas as limitações de resolução dos formatos ßeta e VHS, a edição de vídeo linear logrou alcançar.
Tenho certeza que quase a totalidade das pessoas que se iniciam nesta atividade tão interessante quanto gratificante, fatalmente, são guindadas por uma força superior que os faz almejar alcançar o máximo da perfeição em seus projetos. Eu, por exemplo, que, narcisivamente comtemplava embevecido para meus primeiros projetos terminados, hoje, nem olho mais para meus VCDs ou SVCDs. Inclusive meus primeiros DVDs, estou começando a deixá-los de lado. A bem da verdade, mesmo exultando nunca deixei de lançar um olhar crítico, procurando sempre analisar os detalhes do resultado obtido.
Para quem deseja trabalhar profissionalmente, é bom valer-se de uma máquina bem sofisticada. É recomendável a versão top de linha do Pentium 4 com tecnologia HyperThreading e FSB de 800 MHz. Tais modelos da Intel trabalham como se fossem dois processadores em um só, e, sem perda de desempenho executam duas tarefas em paralelo. Aplicações com vídeo como digitalização, compressão e edição, são desempenhadas de maneira eficaz.
O mínimo de memória a ser utilizado em aplicações de vídeo com eficiência é 512 MB. O desejável sería 1 GB de RAM. As placas mãe que permitem uma melhor performance da memória são as com FSB de 800 MHz e memórias DDR 400 de duplo canal. Só assim o sistema operará com memória suficientemente veloz para um Pentium 4. As placas que oferecem melhores condições para o uso de sistema de memória similar são as dotadas com os novos já não tão novos chipsets Intel i875, com FSB de 800 MHz, uma delas é a 875P Neo-FIS2R, da MSI. A Intel tem sua própria placa.
É provável que a Intel já haja desenvolvido um novo chipset bem mais eficiente que este, pois, a previsão é que, antes de 2010, se haja rompido a barreira dos 10 GHz de freqüência das CPUs
Para a captura de vídeo, é recomendável que se utilize um disco rígido SCSI (AV) próprio para aplicações de áudio e vídeo. Este tipo de disco faz recalibração térmica sem interromper as operações de leitura e gravação, evitando a perda de frames durante a digitalização. Pensava em adquirir um HD de 180 ou mais Gigabytes, todavia, vendo que os resultados obtidos - apesar da máquina que possuo - ainda não me satisfazem plenamente, desvio minha meta para um "scüzi", que não precisa ser de tão elevada capacidade (espaço) pois, será usado para digitalização (captura) de MPEG-2, High Quality, em Real Time.
Para edição e compressão poderão ser usados discos IDE ATA-100 ou ATA-133 (já tenho dois de 80 Gigas...), os quais possuem boa velocidade, entretanto, não sendo suas calibrações térmicas adequados para digitalização de vídeo profissional.
Para backupear deve-se usar um Drive de DVD-RW que também gerará o produto final do projeto.
A placa de digitalização de vídeo, é o ponto mais importante do sistema e seu preço varia entre 3000 a 5000 reais nos modelos de uso profissional (a minha custou 630, ainda terei que andar um bocado...).
A câmera de vídeo digital provavelmente será conectada ao computador por uma interface Firewire (IEEE 1394). Seria portanto necessário instalar uma placa mãe com esta interface. Se a utilização for semi-profissional, poder-se-á usar uma configuração um pouco mais modesta, com um processador de 2 GHz, 512 MB de RAM e abrir mão do disco SCSI.
Um dia todos nós chegaremos lá...
Para frente e para o alto!!!
Mr. Walker
31/05/2004 12:04
De: ELVIS
IP: 200.146.59.10-

MAIS DUVIDAS EM RELAÇÃO A CAPTURA COM O MOVIE FACTORY 2

OLÁ AMIGOS,
GOSTARIA DE SABER QUAL COMO FAÇO O SEGUINTE:
CAPTURO COM O MOVIE FACTORY 2, FILME DE 104min. FICA COM QUASE 6GB NA QUALIDADE HIGH QUALITY(8.000kbps por dvd 60min, DAI USO O DVD SHRINK 3.1 PARA COMPRIMIR PARA 4.7GB E ELE FICA COM 73% DE QUALIDADE FINAL.
PERGUNTO:
COMO CAPTURAR ATÉ 02 HORAS DE FILME PARA GRAVAR DIRETO EM UM MIDIA 4.7GB SEM PRECISAR USAR O SHRINK 3.1.
SERIA USANDO A OPÇÃO FAIR QUALITY (4.000kbps por dvd 120min.) DO MOVIE FACTORY 2?
QUAL A MELHOR FORMA DE DEIXAR 02 HORAS DE VHS A 100% DE QUALIDADE NA CAPTURA COM O MOVIE FACTORY2??
NOTEI QUE AO USAR O SHRINK 3.1 PARA FAZER A COMPRESSÃO...A IMAGEM FINAL GRAVADA FICA COM UM LEVE ESPELHAMENTO(PARECE QUE SE VÊ O VIDEO POR TRÁS DE UM VIDRO)...SERIA PROBLEMA DA CAPTURA OU COMPRESSÃO COM O SHRINK3.1??
OBRIGADO DESDE JÁ AOS AMIGOS QUE RESPONDEREM
29/02/2004 01:03
De: Fantasma que Anda
IP: 200.223.108.93-

Re: Re: Acho que eu sei o que é.

ML,
Em qq loja de material eletrônico.
Baixa o nivel do sinal de vídeo, e, com ele, do pulso do protection code, até um ponto em que os circuitos detectores do CAG (Controle Automático de Ganho) não o interpretem como um aumento do nível do sinal normal de vídeo e tentem atenuá-lo, provocando o escurecimento da tela.
Em reais? Talvez entre dois a cinco.
Mr. Walker
16/04/2004 18:59
De: lgrilloj
IP: 200.158.74.159

Re: Re: Pixel Playtv Mpeg2

Lindolpho,
eu ja tentei varios programas e todos apresentam esta dita cuja faixa ou risco de imagens embaralhada ou espelhada, o unico soft que funcionou corretamente foi o powervcr II, com ele a imagen ficou normal, vc tem que atualiza-lo para que funcione, depois de capturada a imagem foi no ulead e la a imagem aparece com o mesmo risco, nao tentei gravar esta captura no dvd para ver o que acontece, tambem nao experimentei a placa em outra maquina para ver se o problema nao é de hardware, qualquer novidade eu te dou um alo, e se mais alguem tiver alguma solucao ou ideia sera muito bem aceita.
Minha maquina [e um athlon xp 2.0, 512mb ddr, hd 80 7.200, placa mb825.
Abraços
lgrilloj
08/10/2006 23:24
De: tiger de souza (tititiger@ig.com.br)
IP: 200.222.199.19

Re: Re: Re: Re: Re: Re: Dvd coby 7100

Se você diz que "as vezes" ele congela, mas depois volta a tocar, o problema pode ser a mídia: mal gravada (uma pirata mal feita). Porém pode ser também o cabo, em início de defeito (sendo isso, recomenda-se a troca imediata do mesmo). Contudo, não podemos descartar a possibilidade de a unidade ótica estar com problema, nesse caso, também deve ser trocada. Verifique, na ordem que te apresentei as possibilidades, o item problemático. Mande-me um e-mail (tititiger@ig.com.br)que te comunico onde e como conseguir as peças aqui no Rio de Janeiro.
Seu IP: 3.226.243.36 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)